PSL abre diálogo com Alckmin rumo a 2022

PSL abre diálogo com Alckmin rumo a 2022

Coluna do Estadão

22 de abril de 2021 | 05h00

Geraldo Alckmin. FOTO: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

A direção do PSL-SP quer distância de Jair Bolsonaro e sonha, inclusive, em ter um adversário do presidente na eleição de 2018 como candidato a governador do Estado em 2022: Geraldo Alckmin. Afinal, se quiser voltar ao Bandeirantes, o tucano deverá enfrentar caminho congestionado no PSDB. De olho nesse cenário e dono de fatia expressiva do Fundo Eleitoral, o PSL, segundo apurou a Coluna, abriu diálogo com Alckmin e seu grupo sobre a possibilidade da candidatura dele pelo partido, que, nos bastidores, deixou de ser vista como impossível.

Dotes. Entusiastas da articulação enxergam um casamento perfeito entre o fundo do PSL e o recall do ex-governador Alckmin.

Lista. O PSL não se limita a sonhar com Alckmin. Também conversa com o MBL: Arthur do Val quer ser candidato à sucessão de Doria. Fernando Holiday foi convidado pelo presidente do diretório paulista, Júnior Bozzella, para ser candidato a deputado federal.

Puxadores. O PSL acredita que qualquer uma das candidaturas ao governo tem capacidade de ajudar a eleger uma bancada federal expressiva no Estado.

Repeteco. O foco do partido é repetir o feito de 2018 e ter uma bancada na Câmara dos Deputados com cerca de 50 parlamentares. O desafio, porém, será eleger tanta gente fora das asas do bolsonarismo.

De lavada? Enquanto acompanha as articulações, Geraldo Alckmin se mantém invicto nas ações judiciais. Das 11 a que responde, venceu 7 por unanimidade. Segundo Fabio Machado, advogado do ex-governador, “basta ser fiel aos fatos que o Judiciário logo vê a injustiça praticada”.

Paredão. Entre advogados, Kassio Nunes Marques ganhou o apelido de Kassio “com k”, numa alusão à ex-BBB Karol Conká, que deixou o programa com quase 100% de rejeição.

Paredão 2. Hoje, o Supremo volta a capturar todas as atenções para a Corte mais vigiada do País no julgamento da suspeição do ex-juiz Sérgio Moro. Será que vai rolar eliminação?

SINAIS PARTICULARES.
Kassio Nunes Marques, ministro do Supremo

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

Checagem. O Senado pediu aos integrantes da CPI da Covid uma lista com o nome dos servidores que trabalharão presencialmente na próxima terça-feira, 27, quando o colegiado será instalado. A Casa testará todos eles para covid-19 nesta sexta-feira, 23.

CLICK. Nas poucas horas de folga na pandemia, Marco Vinholi, secretário estadual de Desenvolvimento Regional de São Paulo, relaxa montando seu cavalo Feitiço.

FOTO: COLUNA DO ESTADÃO

 

PRONTO, FALEI!

Carlos Ayres Britto. FOTO: JOSÉ CRUZ/AG. BRASIL

Carlos Ayres Britto, ex-ministro do STF: “Quando todo mundo está meio perdido, importa bem mais explorar a praia de si mesmo, pé ante pé, do que entrar de cabeça na onda.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA. 

Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.