Presidente da CPI das Fake News vê mesmo destino para CPI da Covid: suspensa na pandemia

Presidente da CPI das Fake News vê mesmo destino para CPI da Covid: suspensa na pandemia

Mariana Haubert

12 de abril de 2021 | 09h00

Foto: Roque de Sá/Agência Senado

Presidente da CPI das Fake News, o senador Angelo Coronel (PSD-BA) acredita que a CPI da Covid pode seguir o mesmo caminho da comissão que ele comanda: após instalada, deve acabar suspensa e com prazos congelados até que os trabalhos presenciais sejam retomados no Senado.

“Investigação e oitivas remotas não seriam o ideal. Acho prudente aguardar mais um pouco para ver se a pandemia se dissipa para podermos voltar a trabalhar presencialmente”, disse à Coluna.

Ainda assim, o senador pretende conversar com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), nesta semana para tratar do assunto. Apesar de dizer não haver pressão pela volta do colegiado, ele quer ter certeza sobre os trâmites que podem envolver a CPI das Fake News.

Os prazos de funcionamento da comissão foram suspensos em abril pelo ex-presidente da Casa Davi Alcolumbre (DEM-AP) por causa da paralisação dos trabalhos presenciais. Desde então, parlamentares dão como enterrada a comissão e não acreditam que ela deverá voltar à ativa, quanto mais avançar com a investigação.

LEIA TAMBÉM: Para Barra Torres, Anvisa não é burocrática

Kajuru diz que avisou Bolsonaro da gravação 20 minutos antes de publicá-la

 

 

Tudo o que sabemos sobre:

CPI da CovidCPI das Fake News

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.