‘Não me arrependo de ter apoiado Bolsonaro’, diz Frota

‘Não me arrependo de ter apoiado Bolsonaro’, diz Frota

Marianna Holanda

16 de agosto de 2019 | 15h51

Dida Sampaio/Estadão

Com filiação anunciada ao PSDB, o deputado federal Alexandre Frota (ex-PSL) diz, mesmo com tantas críticas, que não se arrepende dos sete meses em que foi governista.

“Não me arrependo de ter apoiado Bolsonaro, vou continuar torcendo e votando (com o governo) quando tiver que votar. Acho que lições são para serem vividas”.

O afago vem logo em seguida de um balanço dos sete meses em que esteve ao lado de Bolsonaro e se viu “defendendo o indefensável”, nas palavras do ex-ator.

Ele enumera todos os momentos em que teve de “defender o indefensável” quando era governista, do caso Coaf à indicação de Eduardo, passando por Damares, Ricardo Salles e Ernesto Araújo. 

“Vamos lembrar que logo no início do governo tive que defender o indefensável. Apareceu o caso Queiroz, depois ele (Bolsonaro) deu essa declaração de que não sabia o que era golden shower, e para melhorar o o País tem que fazer cocô dia sim, dia não. Isso eu também vi nos 7 meses”

Tendências: