Governo recua e Camex volta para o Ministério das Relações Exteriores

Andreza Matais

07 Março 2017 | 14h16

Foto: Estadão Conteúdo

Foto: Estadão Conteúdo

 

O presidente Michel Temer mandou revogar decisão publicada ontem no Diário Oficial da União que transferiu do a  Câmara de Comércio Exterior (Camex) do Itamaraty para o Ministério da Indústria. A medida havia causado descontentamento no novo ministro Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), que toma posse nesta terça-feira. Como revelou a Coluna do Estadão, Aloysio precisou ser acalmado pelo ministro Antonio Imbassahy, e pelo presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG). Ele chegou a ameaçar não assumir o ministério caso a decisão não fosse revista.

Originalmente a secretaria executiva da Camex era vinculada ao Ministério da Indústria, mas foi transferida para o Itamaraty pelo presidente Temer como forma de fortalecer a pasta durante a gestão do senador José Serra (PSDB-SP). Com a saída de Serra, o governo refez o ato e devolveu a Camex para o Ministério da Indústria. Medida que acaba se der revogada.

O Ministério da Indústria é comandado por Marcos Pereira, acusado por delatores da Odebrecht de receber recursos de caixa dois. O ministro nega.