Damares quer selo para criar ‘cultura de família’

Damares quer selo para criar ‘cultura de família’

Coluna do Estadão

30 de novembro de 2019 | 05h40

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

A Secretaria da Família, do ministério de Damares Alves, quer aproveitar o ano eleitoral para incentivar municípios a criar o que chama de “cultura de família”. A ideia é lançar o Selo Município Amigo da Família para cidades que instituírem órgão, departamento ou secretaria voltado às políticas públicas relacionadas ao tema. A pasta avalia a temática como central para eleitores conservadores de Jair Bolsonaro. Dessa forma, prefeitos podem se engajar na condição de adeptos “da causa”. O selo deve ser entregue no Dia da Família, celebrado em 15 de maio.

No edital. Entre os critérios para aderir ao selo, o município deve coordenar ações para “políticas de igualdade no combate à discriminação à família”.

Internacional. Neste ano, a ministra Damares Alves esteve num congresso sobre família com a secretária, Angela Gandra Martins, na Hungria de Viktor Orban. Ficaram encantadas.

Meta. Numa ofensiva para ultrapassar o MDB e se tornar a maior bancada do Senado, o Podemos mira em mais dois senadores. Um deles é Flávio Arns (Rede-PR), já convidado por Álvaro Dias (PR) a se filiar. Neste ano, cinco  senadores migraram para a sigla.

SINAIS PARTICULARES.

Alvaro Dias, senador (Podemos-PR)

ILUSTRAÇÃO: KLEBER SALES/ESTADÃO

Luz… A busca e apreensão nos escritórios do ex-ministro do STJ César Asfor Rocha, acusado de enterrar a Operação Castelo de Areia, causou pânico em grandes bancas do Direito.

…amarela. Asfor Rocha foi acusado por Antonio Palocci de ter recebido propina. O ex-ministro envolveu na mesma denúncia outros dois gigantes do Direito: os advogados Celso Vilardi e José Roberto Batochio.

Para todos? Palocci acusa Vilardi de ter entregado a suposta propina a César Asfor Rocha e diz que José Roberto Batochio lhe contou essa história. Os dois advogados e outros que atuaram na Castelo de Areia ainda não foram alvo da Lava Jato. Eles negam as acusações do ex-ministro.

Assento… Favorável ao registro de medicamentos à base de cannabis, Renato Porto decidiu renunciar ao cobiçado cargo de diretor da Anvisa. A saída dele ainda deve ser oficializada no Diário Oficial da União.

…livre. Na prática, mais uma vaga se abre para Bolsonaro nomear na agência. Até março de 2020, outros dois diretores devem deixar o órgão – entre eles, o presidente, William Dib.

Na escuta… O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) fechou parceria inédita com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública para ouvir instituições policiais (civil, militar e também científica) sobre diversos temas que afligem a categoria, entre eles, por exemplo, as audiências de custódias.

…câmbio. O trabalho, que conta também com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), começa a ser desenvolvido em janeiro e a amostra será de 2.500 policiais por todo o País.

CLICK. João Doria anuncia, na Pré-COP25, em SP, a adesão das empresas em ações de redução da emissão de gases de efeito estufa e de práticas de sustentabilidade.

COLUNA DO ESTADÃO

Novos… O PSDB-SP lança amanhã o Programa 5.0 para selecionar jovens e mulheres interessados em disputar as eleições de 2020. “O projeto abre espaço para jovens e mulheres, filiados ou não ao partido e que tenham como objetivo renovar a política de São Paulo”, diz Marco Vinholi, presidente estadual do partido.

…tucanos. Além de serem preparados pelo Instituto Teotônio Vilela, os selecionados poderão contar com o financiamento de uma parte da campanha. O evento será no WTC, na capital paulista, às 16h.

PRONTO, FALEI!

Fabio Trad. FOTO: LUIS MACEDO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Fábio Trad (PSD-MS), deputado federal: “Jair Bolsonaro tenta destruir o jornalismo e isso é incompatível com suas atribuições. Ele se apequena perante o cargo e se aproxima do autoritarismo.”

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG, MARIANA HAUBERT E MARIANNA HOLANDA. COLABOROU MATEUS VARGAS.

Coluna do Estadão:
Twitter: @colunadoestadao
Facebook: facebook.com/colunadoestadao
Instagram: @colunadoestadao

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.