Dallagnol chama Lula de ‘Madre Teresa do Guarujá’ em conversa com procuradores

Dallagnol chama Lula de ‘Madre Teresa do Guarujá’ em conversa com procuradores

Marianna Holanda

01 de fevereiro de 2021 | 17h49

Reprodução

Em mensagens trocadas entre procuradores da Lava Jato, o então coordenador da força tarefa de Curitiba, Deltan Dallagnol, chama ironicamente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva de “Madre Teresa do Guarujá”.

A imagem do petista foi enviada no dia 4 de fevereiro de 2016. No grupo, procuradores conversavam sobre operações da força-tarefa. As conversas, encontradas no material apreendido na Operação Spoofing, estavam sob sigilo até decisão desta segunda-feira, 1, de Ricardo Lewandowski no STF.

A brincadeira com Guarujá diz respeito ao tríplex atribuído pela Lava Jato à Lula, cuja denúncia foi apresentada sete meses após o diálogo. O ex-presidente teve, em 2019, a condenação neste caso confirmada pelo STJ, mas reduzida de 12 para 8 anos.

Em dererminado momento, um procurador identificado como ‘Orlando SP’ diz não ter dúvidas que “Saadi está boicotando -ou
tentando boicotar – o JIT. Já conversei com CB sobre isso para neutralizarmos a ação dele. Vlad está de férias na Itália. Depois
atualizo tds. Só para saberem. Sigilo”.

JIT, no caso, pode ser Joint Investigation Teams, espécie de força-tarefa internacional. Orlando disse que havia conversado “longamente com Marco (suíço)”, o que, pela conversa, é possível entender tratar-se de um procurador suíço.

Procurado, o MPF do Paraná disse que não vai se manifestar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.