Com voto impresso, Arthur Lira deixou colegas ‘na chuva’

Com voto impresso, Arthur Lira deixou colegas ‘na chuva’

Alberto Bombig e Matheus Lara

10 de agosto de 2021 | 05h00

A decisão tomada por Arthur Lira (PP-AL) de levar o “voto impresso” ao plenário não agradou a deputados que só enxergam desgaste com o prolongamento desse debate e a eventual votação do tema. Afinal, de um lado está o Planalto, com seus tanques e sua “milícia digital”, de outro, parte considerável da opinião pública e a maioria dos presidentes de grandes partidos, que já manifestaram discordância com o retrocesso no sistema de votação. Para esse grupo, majoritário, Lira deveria ter respeitado o veto da comissão especial e poupado a Câmara.

Muitos terão de escolher a quem desagradar: Bolsonaro ou a direção de seus partidos, vários deles da base de apoio. Lira colocou todo mundo na chuva e está sendo cobrado por isso. Os descontentes querem que o presidente da Câmara proteja a Casa dos ataques bolsonaristas se o Planalto for derrotado.

Apenas um pequeno grupo de deputados da Câmara tem couro grosso para se indispor com as redes bolsonaristas e seu pesado nível. Quem tem “pele fina” espera ao menos proteção de Lira.

Diante do desgaste já contratado, um grupo de partidos avalia obstruir a votação do voto impresso enquanto busca uma outra solução para o enrosco.

Foto: Najara Araújo/Câmara dos Deputados

Lembra… Em debate recente com Fernando Henrique Cardoso, Michel Temer discorreu sobre a instabilidade gerada por pedidos de impeachment que pipocam no Congresso, seja quem for o ocupante do Planalto.

…de mim? Temer não perdeu a chance de fazer uma piada: “O Fernando Henrique deu sorte porque eu era o presidente da Câmara e arquivava todos”. A plateia que acompanhava o debate caiu na gargalhada. Temer comandou a Casa entre 1997-2001.

Ilustração: Kleber Sales/Estadão

Estou… O presidenciável Ciro Gomes (PDT) participa amanhã de um evento fechado com estudantes de diretórios acadêmicos de seis universidades de São Paulo. O tema do encontro é o ensino superior brasileiro.

… aqui. É justamente desse tipo de evento que vieram muitos dos vídeos e “memes” de Ciro que bombaram nas redes e o ajudaram na campanha de 2018. Em agenda frenética por 2022, o pedetista tenta repetir a fórmula.

Debate. “Realizei um circuito de palestras e debates em centenas de universidades de todos os Estados brasileiros e no exterior. É fundamental envolver as universidades, estudantes, professores e juventude em qualquer projeto para o país”, diz Ciro.

CLICK. No Dia dos Povos Indígenas, Helder Barbalho (MDB) almoçou na comunidade do Alto Rio Guamá (PA), onde contemplou famílias com programa de moradias. Ele foi submetido a exame PCR antes da agenda

PRONTO, FALEI!

Roberto Freire, presidente do Cidadania

“Uma tentativa de golpe em marcha na Esplanada ou extravagância bolsonarista à custa do erário?”, sobre o desfile de tanques marcado para hoje.

Foto: Dida Sampaio/Estadão

COM REPORTAGEM DE ALBERTO BOMBIG E MATHEUS LARA

Tudo o que sabemos sobre:

Arthur Liravoto impresso

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.