André Dusek/Estadão
André Dusek/Estadão

'O PSB não tem plano B', diz líder do partido na Câmara

Sigla está dividida entre abrir negociação com Ciro Gomes ou liberar a bancada

Pedro Venceslau, O Estado de S.Paulo

08 Maio 2018 | 15h33

O líder do PSB na Câmara, deputado Julio Delgado (MG), disse nessa terça-feira, 8, ao Broadcast/Estadão que o PSB “não tem um plano B” na eleição presidencial após o ex-ministro Joaquim Barbosa desistir da disputa. “Acho muito difícil (outra candidatura própria). O PSB não tem plano B. A eleição perdeu seu grande nome”, disse o parlamentar.

+ Coluna do Estadão:  Anúncio de Joaquim indica que ele pode disputar outras vagas

A sigla trabalha  agora com dois cenários: liberar a bancada ou abrir uma negociação com Ciro Gomes, pré-candidato do PDT. Um acordo com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), opção preferencial do PSB paulista, foi descartado após uma resolução partidária restringir o diálogo à legendas de centro-esquerda.

+ BR18: O lucro de Alckmin

Embora alguns caciques defendam que o PSB apresente outro nome na disputa presidencial, a tendência, segundo apurou a reportagem, é que ocorra a liberação do partido nos estados.

+ Presidenciáveis repercutem desistência de Barbosa

Em Brasília, o vice-presidente de Relações Governamentais do PSB, ex-deputado Beto Alburquerque, defendeu que  o partido escolha um novo candidato para evitar uma cisão na legenda.  

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.