‘Rompeu-se o impasse, espero julgamento justo’, diz Sepúlveda

‘Rompeu-se o impasse, espero julgamento justo’, diz Sepúlveda

Advogado do ex-presidente Lula comentou, sem aparente surpresa, anúncio da ministra Cármen Lúcia de pautar para esta quinta-feira, 22, o habeas do petista

Luiz Vassallo

21 Março 2018 | 17h42

FOTO PABLO VALADARES/AE

Advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Sepúlveda Pertence destacou o fim do impasse e afirmou que espera um julgamento justo, diante do anúncio da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, de pautar para esta quinta-feira, 22, o habeas corpus do petista.

“Rompeu-se esse impasse que se estava criando e vamos julgar o habeas corpus. Eu espero que seja um julgamento justo”, disse Sepúlveda Pertence, que foi ministro e presidente do Supremo.

Com julgamento de recurso no Tribunal Regional Federal da Quarta Região (TRF-4) marcado para a próxima segunda-feira, 26, com possibilidade de prisão ser decretada, a defesa do petista quer garantir que ele possa responder em liberdade até o esgotamento dos recursos em todas instâncias. Mas, para isso, precisará de da reversão da jurisprudência atual do tribunal, que permite a prisão após a condenação em segunda instância.

No momento em que Cármen fez o anúncio, Sepúlveda estava no plenário do Supremo sentado ao lado dos também advogados de Lula, José Roberto Batocchio e Cristiano Zanin Martins. Nenhum dos três mostrou surpresa quando a ministra confirmou o julgamento para esta quinta-feira do pedido do ex-presidente.

Mais conteúdo sobre:

LulaSTFoperação Lava Jato