1. Usuário
Fausto Macedo
Assine o Estadão
assine
Fausto Macedo

Fausto Macedo

Repórter

EM ALTA

André Esteves

PF prende banqueiro André Esteves, dono do BTG Pactual

Por Andreza Matais, Beatriz Bulla, Ricardo Brito e Julia Affonso

25/11/2015, 08h17

   

Executivo é um dos acionistas da Sete Brasil– empresa investigada pela Operação Lava Jato e criada para fornecer equipamentos à Petrobrás, entre eles sondas para exploração de petróleo

André Esteves. Foto: Clayton Souza/estadão

André Esteves. Foto: Clayton Souza/Estadão

A Polícia Federal prendeu nesta quarta-feira, 25, com a autorização do Supremo Tribunal Federal, o banqueiro André Esteves. Ele é dono do Banco BTG Pactual e um dos acionistas da Sete Brasil– empresa investigada pela Operação Lava Jato e criada para fornecer equipamentos à Petrobrás, entre eles sondas para exploração de petróleo.

O executivo é um personagem importante no cenário econômico do País. A defesa de André Esteves não foi localizada.

André Esteves foi citado em um bilhete apreendido pela Polícia Federal, escrito na prisão, pelo presidente da maior empreiteira do País, Marcelo Odebrecht.

Também foram presos hoje o senador Delcídio do Amaral (PT-MS), líder do governo no Senado, seu chefe de gabinete, Diogo Ferreira, e o advogado Edson Siqueira Ribeiro Filho, que defende ex-diretor da área Internacional da Petrobrás.

COM A PALAVRA, A ASSESSORIA DO BTG PACTUAL:

“O BTG Pactual esclarece que está  à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários e vai colaborar com as investigações.”

COM A PALAVRA, A DEFESA DE MARCELO ODEBRECHT

“Em bilhete a seus advogados, Marcelo Odebrecht mencionou André Esteves unicamente pelo fato de o BTG ser um dos acionistas da Sete Brasil, responsável pela contratação de sondas para a Petrobras.”

(Visited 17 time, 1 visit today)

 

 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.