Os nomeados de Segovia

Os nomeados de Segovia

Veja quem o novo diretor-geral da Polícia Federal escolheu para compor sua equipe de confiança

Julia Affonso e Fausto Macedo

22 Novembro 2017 | 08h32

Fernando Segovia. Foto: AP Photo/Eraldo Peres

O diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, nomeou os novos diretores de sua equipe de confiança. Os nomes foram publicados no Diário Oficial desta quarta-feira, 22.

Documento

Segovia escolheu o delegado Sandro Avelar para o cargo de Diretor-Executivo da Polícia Federal. Em 2014, o presidente Michel Temer (PMDB), por meio de seu comitê eleitoral, doou R$ 11,6 mil à candidatura de seu então colega de partido Sandro Avelar à Câmara dos Deputados. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O Direx é número 2 na hierarquia da PF, quase uma extensão do número 1. Ele substitui o diretor-geral em reuniões nas quais o número 1 não participa.

Para a Diretoria de Combate ao Crime Organizado foi nomeado o delegado Eugênio Ricas, que foi o número 2 de Segóvia na Superintendência da PF no Maranhão, entre 2008 e 2011. Ricas estava ocupando o cargo de secretário estadual de Controle de Transparência do Espírito Santo.

A Diretoria de Combate ao Crime Organizado é a responsável pelas delegacias que tocam as operações de combate a corrupção em todo Brasil. Cabe a Ricas escolher o novo coordenador de combate à corrupção da PF. O cargo foi criado por Leandro Daiello, antecessor de Segóvia, e tem como função centralizar as investigações de combate a crimes financeiros e corrupção.

Cláudio Ferreira Gomes foi nomeado para a Diretoria de Inteligência Policial. Ele foi superintendente da PF na Paraíba.

VEJA OS NOMEADOS

– ALFREDO JOSE DE SOUZA JUNQUEIRA para exercer o cargo de Diretor de Administração e Logística Policial

– AMAURY ALAN MARTINS DE SOUZA JUNIOR para exercer o cargo de Diretor Técnico-Científico

– CLÁUDIO FERREIRA GOMES para exercer o cargo de Diretor de Inteligência Policial

– CLYTON EUSTAQUIO XAVIER para exercer o cargo de Diretor de Gestão de Pessoal

– EUGENIO COUTINHO RICAS para exercer o cargo de Diretor de Investigação e Combate ao Crime Organizado

– SANDRO TORRES AVELAR para exercer o cargo de Diretor-Executivo

Mais conteúdo sobre:

Polícia FederalPolícia Federal