Na prisão de Lula tem carne assada, chuchu e macarrão no jantar

Na prisão de Lula tem carne assada, chuchu e macarrão no jantar

Lote de 21 marmitas chegou às 18 horas no prédio da Polícia Federal em Curitiba, onde ex-presidente começou na noite deste sábado, 7, a cumprir a pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do triplex do Guarujá

Daniel Weterman e Fabio Serapião, enviados especiais a Curitiba

08 Abril 2018 | 19h17

 

Fachada da sede da Polícia Federal, em Curitiba. FOTO JF DIORIO/ESTADÃO

Às 18 horas deste domingo, 8, um lote de 21 marmitas chegou ao prédio da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está preso para cumprir a pena de 12 anos e um mês de reclusão no processo do caso triplex do Guarujá.

+++Café preto e pão com manteiga para Lula

+++Lula, enfim, preso

Segundo o motorista do veículo que levou a alimentação à PF, o cardápio para o jantar deste domingo é carne assada, arroz, feijão, chuchu e macarrão, além de suco de laranja.

+++‘Lula está bem, embora indignado’, diz advogado

Ele disse que todos os presos comeriam a mesma refeição, o que sinaliza que não há alimentação exclusiva para o ex-presidente.