Moro devolve BMW, Mercedes, lancha, relógios e botes salva-vidas a delator definitivamente

Moro devolve BMW, Mercedes, lancha, relógios e botes salva-vidas a delator definitivamente

Juiz da Lava Jato autoriza restituição de bens a Zwi Skornicki, apontado pela Operação Lava Jato como operador de propina na Petrobrás e repatriou US$ 5,6 milhões

Julia Affonso

12 Setembro 2017 | 13h15

Zwi Skornicki é apontado como um dos operadores de propina na Petrobrás. Foto: Reprodução/Facebook

O juiz federal Sérgio Moro autorizou a devolução definitiva de cinco carros de luxo, uma lancha, dois botes salva-vidas e relógios ao delator Zwi Skornicki, apontado como operador de propina na Petrobrás pela Operação Lava Jato. Skornicki terá de volta três BMW, uma Mercedes e um Mini Cooper.

Documento

Moro havia, em fevereiro deste ano, liberado os bens provisoriamente, na condição de depósito. Na ocasião, Zwi Skornicki ‘ficou responsável pela repatriação dos valores mantidos nos EUA, cerca de USD 5.615.475,00’. A repatriação dos valores mantidos na Suíça permaneceria a cargo do Ministério Público Federal.


“A defesa do colaborador comprovou a repatriação dos valores acima referidos, US$ 5.615.475,00, e mantidos em bancos nos EUA, com o consequente depósito deles na conta judicial”, relatou Moro.

Funaro fala de ‘pacto de silêncio’ com Joesley

Cardozo afirma que ‘nunca’ disse a Joesley que poderia interferir no Supremo

‘Muitas pernas tremem’, diz Janot sobre combate à corrupção

Fachin rebate Gilmar e nega constrangimento no caso JBS: “Minha alma está em paz”

“Tendo em vista que o colaborador cumpriu com a sua parcela de obrigação referente à internalização dos valores mantidos nos Estados Unidos da América, determinei a restituição de valores excedentes que remanesciam indisponíveis a Zwi Skornicki. O mesmo aplica-se aqui, para a devolução dos demais bens.”

Segundo Moro, ‘a repatriação dos valores mantidos na Suíça ficou a cargo da Procuradoria-Geral da República e não foi ainda efetivada, aparentemente por questões burocráticas’.

“A postura do colaborador deve ser prestigiada”, assinalou o magistrado.

“Ante o exposto, defiro o requerido e autorizo a devolução definitiva dos cinco veículos apreendidos na residência de Zwi Skornicki, Mercedes, 2011, placas KOO9412, BMW Gran Coupe, ano 2013, placas KWT5349, BMWX5, placas KXQ5518, BMW13, 2014, placas KWN9822, e Mini Cooper, 2014, placas LRI7981, da Lancha Modelo Ferreti 66, de nome Ohana, dos dois botes salva-vidas, que constituem objeto dos autos de apreensão 65/2015 (evento14, arquivo out2) e 122/16, e dos relógios”, decretou Moro.

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato