‘Fico pensando o que acha a mãe do Palocci’, diz Lula

‘Fico pensando o que acha a mãe do Palocci’, diz Lula

Ex-presidente classificou seu ex-homem forte como ‘frio’ e ‘simulador’; Ministério Público Federal quis saber o porquê de o petista nunca ter identificado ‘essa faceta tão negativa’ de seu ex-aliado

Julia Affonso, Ricardo Brandt, Luiz Vassallo, Eduardo Laguna e Fausto Macedo

14 Setembro 2017 | 05h00

Lula e Antonio Palocci em 2002. Foto: Roberto Castro/AE

O ex-presidente Lula atacou em audiência nesta quarta-feira, 13, o ex-ministro Antonio Palocci e o depoimento prestado por ele à Operação Lava Jato. Homem forte na Fazenda e na Casa Civil em dois governos petistas – Lula e Dilma, respectivamente -, Palocci prestou depoimento devastador na semana passada. O ex-ministro apontou um ‘pacto de sangue’ de R$ 300 milhões entre Lula e a Odebrecht.

“Eu lamento, porque eu sou um cara que gostei muito do Palocci, tive boa relação com Palocci, acho que o Brasil deve ao Palocci, mas lamentavelmente o Palocci se prestou a um serviço pequeno, porque inventar inverdades para tentar criminalizar uma pessoa que ele sabe que não cometeu os crimes que ele alegou é muito desagradável”, declarou.

“Eu fico pensando como é que está pensando a mãe dele agora que é militante do PT e fundadora do PT. Eu fico imaginando como estão as pessoas que militavam com ele no PT. É lamentável. Eu, sinceramente, não tenho raiva do Palocci. Não leve essa imagem que eu tenho raiva do Palocci. Eu tenho pena dele ter terminado uma carreira tão brilhante da forma como ele terminou.”


Moro pediu a Lula que não usasse ‘querida’

Lula nega conhecer documento encontrado em sua casa

Palocci calado era virtuoso, agora é calculista, reage defesa de ex-ministro a Lula

Lula cita Janot e Miller para atacar MPF: ‘eles querem tentar transformar o Lula no power point deles’

‘Eu acredito que tem pessoas que contam fantasias’

Lula classificou Palocci como uma pessoa fria. Para o ex-presidente, o depoimento havia sido uma ‘simulação’.

O Ministério Público Federal quis saber de Lula se ele não nunca havia identificado ‘essa faceta tão negativa’ de Palocci.

“Não, eu terminei elogiando o Palocci. Eu disse que o Palocci foi o ministro da Fazenda muito competente, que ajudou muito este País. Eu disse que eu não conhecia era essa simulação que ele fez aqui semana passada”, afirmou Lula.

 

 

Para o ex-presidente, Palocci cumpriu um ritual durante o depoimento. O ex-presidente citou o patrono da Odebrecht, Emilio Odebrecht – delator da Lava Jato.

“Quem conhece o Palocci, como eu conheço, percebeu que ele estava cumprindo um ritual. Eu já vi o Palocci em situações difíceis na área econômica. O Palocci veio preparado para dizer que tinha um fundo que eu sabia, para dizer que o Dr Emilio tinha me procurado para conversar, para dizer que eu tinha tentado bloquear a Justiça, que eu chamei ele pra conversar pra bloquear a Justiça”, disse.

Lula declarou que Palocci fez ‘um conjunto de simulações’. “Por isso que eu utilizei a palavra simulador, tudo com objetivo de duas coisas que é o objetivo de diminuir a pena dele, benefícios da delação, e quem sabe ficar com um pouco dos recursos que foram bloqueados, que ele ganhou como consultor. É isso, isso ficou claro quando ele disse: ‘estou aqui para ter os benefícios da lei’.”

Mais conteúdo sobre:

operação Lava Jato