Delatores vão passar a noite na carceragem da PF

Delatores vão passar a noite na carceragem da PF

Segundo advogado, Joesley e Saud serão transferidos para Brasília nesta segunda-feira, 11

Valmar Hupsel Filho

10 Setembro 2017 | 18h47

Joesley Batista e Ricardo Saud. FOTOS: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO

O advogado do empresário Joesley Batista e do executivo Ricardo Saud, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, confirmou na tarde deste domingo, 10, que o dono e o diretor da J&F vão passar a noite na superintendência da Polícia Federal em São Paulo.

+ Defesa diz que Joesley e Saud ‘não mentiram nem omitiram informações’

Segundo o defensor, os dois serão transferidos para Brasília nesta segunda-feira, 11. Joesley e Saud se entregaram neste domingo, após terem prisão decretada pelo ministro Edson Fachin. O pedido havia sido feito pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em razão de violação do acordo de colaboração premiada e omissão de informações.

+ Fachin afirma que, em liberdade, delatores da JBS ‘encontrarão estímulos’ para ocultar provas

ENTREVISTA: ‘Foi falta de lealdade de Janot’, afirma Kakay

+ Manifestantes soltam fogos na porta da PF para comemorar prisão de Joesley

ÁUDIO: Ouça a trama de Joesley

Joesley e Saud chegaram acompanhados de seus advogados à sede da PF por volta das 13h. Cerca de duas horas depois os defensores deixaram o prédio. A expectativa é de que Joesley e Saud sigam para o Instituto Médico Legal para fazer exame de corpo de delito.

Em nota, Joesley Batista e Ricardo Saud afirmaram que não mentiram nem omitiram informações no processo que levou ao acerto da colaboração premiada e estão cumprindo o acordo.