Jornalista é executado no Maranhão

Décio Sá era repórter de política e mantinha um blog que está entre os mais acessados no MA

24 de abril de 2012 | 08h46

São Paulo, 24 - O jornalista Décio Sá, de 42 anos, foi morto a tiros, por volta das 23h30 da última segunda-feira, 23, em São Luís no Maranhão, segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado. Sá, que era repórter da editoria de política do jornal O Estado do Maranhão e, segundo o jornal, ele foi morto com seis tiros à queima roupa de pistola 40, arma exclusiva da polícia.

O jornalista foi assassinado em um bar chamado Estrela do Mar, localizado na Avenida Litorânea, em São Luís. De acordo com primeiros levantamentos da polícia, Décio Sá estava sozinho no local, quando dois homens chegaram em uma motocicleta. Um deles, segundo nota divulgada no site da Secretaria, entrou no estabelecimento e foi até o banheiro. Segundo a polícia, ao retornar o homem disparou seis tiros contra o jornalista, que estava de costas.

A SSP afirma que quatro disparos o atingiram na região da cabeça e dois no tórax. Décio teria morrido na hora. O Governo do Estado lamentou, em nota, o ocorrido e afirma ter tomado providências para localizar e apreender o autor dos disparos e o outro homem que o acompanhava.

A pasta afirma ainda que peritos do Instituto Médico Legal (IML) estão no local. Homens da Superintendência de Investigações Criminais e da Delegacia de Homicídios já assumiram a investigação do caso.

O presidente do Sindicato dos Jornalistas do Maranhão, Leonardo Monteiro, lamentou a morte de Décio de Sá e considerou a ação um atentado à liberdade de imprensa.

Tudo o que sabemos sobre:
jornalistatdécio sámaranhão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.