Zylbersztajn quer prolongar racionamento

O diretor-geral da ANP, David Zylbersztajn, defendeu a prorrogação do racionamento de energia elétrica para além do mês de novembro, como meio de preservar os reservatórios brasileiros. "Se atravessarmos 2002 com um bom nível de reservatórios e com os novos projetos de geração elétrica entrando em operação, estaremos numa situação muito mais confortável em 2003. Acredito que o racionamento deveria ser estendido, mesmo que com metas menos rígidas do que as estabelecidas até agora", disse.Zylbersztajn afirma que o racionamento deveria ser estendido até depois do período de chuvas. "Em março ou abril, quando termina o período ´molhado´, é que teremos condições de fazer uma boa avaliação da situação dos reservatórios", ponderou. Zylbersztajn também criticou a discussão sobre a construção de Angra III. O diretor-geral da ANP dsse que este não é o momento para se discutir a implantação da usina, pois ela não ficaria pronta a tempo de mitigar a crise energética. "Não vejo relação entre a crise e Angra III. Esta discussão agora é como um cabelo na sopa."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.