Zylbersztajn: "não temos uma caixa preta da P-36"

O presidente da Agência Nacional do Petróleo (ANP), David Zylbersztajn, disse aos membros da Comissão de Infra-Estrutura do Senado, durante audiência pública por ela convocada para debater o acidente com a P-36, que a ANP se compromete a dar à sociedade brasileira uma resposta sobre o que aconteceu na plataforma. "A Agência não é um órgão para ficar dando palpite", disse ele. "Não temos uma caixa preta da P-36, mas temos a participação dos técnicos e poderemos informar à sociedade o que realmente aconteceu", disse.Segundo Zylbersztajn, nos próximos 60 dias a comissão de investigação da ANP vai confrontar os resultados obtidos por esta comissão com aqueles apurados pela comissão criada pela própria Petrobras para investigar as causas do acidente. Zylbersztajn instou o presidente da Associação Nacional dos Engenheiros da Petrobras, Fernando Siqueira, a provar, no Senado, afirmação feita por ele de que a produção da estatal estaria sendo aumentada a qualquer custo."São infundadas as acusações de que haja pressão para o aumento da produção a qualquer custo", retrucou Zylbersztajn. Segundo ele, a produção da Petrobras está prevista em contrato e a curva de produção pode ter uma variação de 15% para baixo ou para cima. O presidente da ANP foi o último dos convidados a falar.

Agencia Estado,

27 de março de 2001 | 13h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.