Zilda Arns recebe prêmio de Heroína da Saúde Pública

A coordenadora nacional da Pastoral da Criança, Zilda Arns Neumann, de 67 anos, recebeu nesta segunda-feira, em Washington, Estados Unidos, o título de Heroína da Saúde Pública das Américas. Outras 11 pessoas que, de alguma maneira, contribuíram para a saúde pública nas Américas também receberam a homenagem, feita pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). A Opas é o braço da Organização Mundial da Saúde (OMS) na América Latina. E a Pastoral tem ampliado sua atuação em países como Venezuela, Peru, Bolívia, Uruguai, Chile e, mais fortemente, no Paraguai. No Brasil, a Pastoral da Criança acompanha 1,6 milhão de crianças na faixa de zero a seis anos e quase 80 mil gestantes em mais de 32 mil comunidades, dando orientações básicas sobre saúde, nutrição, educação e cidadania.O resultado disso é que, em 2001, a mortalidade infantil entre as crianças assistidas pela Pastoral foi de 13 para mil nascidas vivas. A média do IBGE, no mesmo ano, foi de 29 para mil nascidas vivas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.