Zeca do PT quer recuperar pensão vitalícia de R$ 23 mil

Advogados do ex-governador entram com recurso para reverter decisão do STF que cancelou benefício

João Naves, do Estadão,

25 de julho de 2007 | 14h45

O ex-governador de Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, quer de volta a pensão vitalícia que recebia desde janeiro último, no valor de quase R$ 23 mil por mês. O benefício foi cancelado por decisão da presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ellen Gracie, no dia 11. A ministra reverteu decisão anterior dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Estado, que haviam garantido o benefício ao ex-governador.   Os advogados do ex-governador entraram recurso (agravo de instrumento) nesta quarta-feira, 25, no STF, contra a Ação de Inconstitucionalidade movida pelo Conselho Federal da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), a pedido da seccional de Mato Grosso do Sul. A alegação é a de que outros governadores do Estado recebem pensão vitalícia. A OAB-MS estuda como entrar na Justiça com uma Ação Direta de Inconstitucionalidade contra a pensão vitalícia paga a outros seis ex-governadores do Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
Zeca do PT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.