Yeda sofre derrota na votação do Orçamento de 2007

A governadora eleita do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), sofreu sua primeira derrota na Assembléia Legislativa antes de tomar posse. A Comissão de Finanças aprovou na quinta-feira à noite o orçamento de 2007 enviado pelo governador atual, Germano Rigotto (PMDB), com aumento de 3,8% sobre o valor previsto para 2006 para o Judiciário e o Ministério Público.A equipe de transição de Yeda queria que o índice fosse de 3% e aplicado somente sobre a folha de pagamento, como na previsão feita para o Executivo e o Legislativo. A diferença entre os 3,8% aprovados e os 3% defendidos pela governadora eleita corresponde a R$ 125 milhões, que seriam retirados do orçamento de R$ 20,6 bilhões. A votação em plenário está marcada para o dia 28, mas não pode alterar a distribuição de verbas estabelecida pela Comissão de Finanças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.