Yeda reitera candidatura e defende postura de Serra

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), reiterou hoje sua disposição de concorrer à reeleição e fez críticas à "oposição radical" que considerou ter sofrido nos últimos dois anos, quando seu governo foi alvo de denúncias. Ao avaliar as possibilidades de coligação para disputar um novo mandato, Yeda disse que o PSDB ainda não conta com aliados e atribuiu o fato ao quadro nacional.

SANDRA HAHN, Agencia Estado

10 de março de 2010 | 20h29

"Como no campo nacional não está decidido, os Estados não têm autonomia necessária", disse, durante entrevista antes de apresentar palestra na Federação das Associações Comerciais e de Serviços do Rio Grande do Sul (Federasul).

Questionada sobre a posição do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), que ainda não oficializou sua candidatura à Presidência, Yeda considerou que o tucano está sendo "cauteloso". Ao citar que seu partido tem movido ações para questionar atitudes que considera "campanha antecipada" no governo federal, Yeda alegou que do PSDB "se espera um comportamento padrão".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.