Yeda falta ao primeiro debate da campanha no RS

Alegando ter outros compromissos agendados, a governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), candidata à reeleição, não participou do primeiro debate da campanha eleitoral. O encontro reuniria quatro dos nove candidatos na Rádio Gaúcha, mas só atraiu três: José Fogaça (PMDB), Tarso Genro (PT) e Pedro Ruas (PSOL). Os outros cinco, de partidos pequenos, trocaram a presença por entrevistas individuais na programação da emissora.

ELDER OGLIARI, Agência Estado

06 Julho 2010 | 20h23

Ruas lamentou a ausência de Yeda dizendo que queria ouvi-la responder às críticas que seu partido faz a ela, por suposta corrupção no governo estadual. Chegou a dizer que sabia, por fontes do próprio PSDB, que a tucana vai evitar debates com o PSOL durante a campanha.

Tarso Genro preferiu colar sua imagem à do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e, em tom diferente, fez algumas críticas à governadora porque entende que ela não apresentou projetos para acessar programas do governo federal.

O petista também aproveitou para fazer um convite público a Fogaça para que se engaje na campanha de Dilma Rousseff (PT) à Presidência da República. O ex-prefeito de Porto Alegre, que tem apoiadores divididos entre Dilma e José Serra (PSDB), desconversou afirmando que sempre teve relação respeitosa e produtiva com Lula, sem indicar preferências para 2010. Fogaça também usou suas intervenções para divulgar o desenvolvimento regional como principal aposta de sua campanha.

Mais conteúdo sobre:
eleição RS debate candidatos

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.