Yeda discute com manifestantes no RS; sete pessoas são presas

Governadora do Estado tem sido alvo de denúncias de corrupção no governo e uso de caixa 2 em campanha

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

16 de julho de 2009 | 13h03

Sete pessoas foram detidas nesta quinta-feira, 16, durante manifestação de cerca de mil pessoas em frente à residência da governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), informa a Polícia Militar (PM). O protesto começou por volta das 7h30 em frente à casa da governadora, no bairro Vila Jardim, em Porto Alegre. Yeda discutiu com os manifestantes no portão de casa. O protesto foi promovido pelo Fórum de Servidores Públicos Estaduais (PSPE-RS).

 

Roberto Vinícus/Agência Free Lancer - Governadora discute com manifestantes em frente de casa

 

Veja também:

especial Cronologia do caso Yeda Crusius

 

Os manifestantes seguiram para o Palácio Piratini, sede do governo gaúcho, e se concentraram no Parque Harmonia, segundo a PM. A governadora tem sido alvo de denúncias de corrupção no governo, como o suposto uso de caixa dois na campanha que a elegeu, usado para a compra de uma casa em um bairro de alto padrão.

 

Roberto Vinícus/Agência Free Lancer - Governadora mostra cartaz ofensivo a manifestantes

Tudo o que sabemos sobre:
RSYeda Crusiusmanifestaçãopresos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.