Yeda confirma economista tucano como secretário-geral

A governadora do Rio Grande do Sul, Yeda Crusius (PSDB), confirmou a escolha do economista tucano Delson Luiz Martini para a Secretaria-Geral de Governo. A pasta havia sido extinta em abril, mas foi recriada na reformulação que Yeda faz para o segundo ano de mandato. Martini deixará a presidência da Companhia Estadual de Energia Elétrica (Ceee) e terá como principal tarefa a coordenação dos 11 programas de ação que o governo do Rio Grande do Sul começa a lançar no fim de fevereiro. As mudanças do governo do Estado incluem um possível entendimento com o DEM, do vice-governador Paulo Feijó, com quem ela está rompida desde dezembro de 2006, quando o então aliado fez campanha pública pela rejeição de um projeto de aumento de impostos. Agora, o governo estadual deu a entender que seguirá executando o ajuste fiscal sem recorrer a novas tentativas de mudar as alíquotas do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) , tese que agrada aos democratas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.