Waldomiro avisou bingos que seria assessor de Dirceu

Waldomiro Diniz informou ao universo dos bingos que seria assessor político de José Dirceu 42 dias antes da posse do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. E a informação foi veiculada com destaque em 19 de novembro de 2002, apenas 23 dias depois da eleição de Lula, por uma newsletter distribuída por assinatura a donos de bingos e casas lotéricas, além de fabricantes de equipamentos para máquinas de jogos eletrônicos. "Estou indo trabalhar em Brasília como assessor político do presidente do PT, José Dirceu", disse ele, em declaração reproduzida com destaque pela newsletter. Àquela altura, em plena euforia pós-eleitoral e antes da confirmação oficial de qualquer integrante da nova equipe de governo, o então presidente da Loterj Waldomiro Diniz não escondia de ninguém o convite para ocupar importante cargo na Casa Civil. No dia seguinte, a notícia foi reproduzida com destaque no site da Latin America Gaming (www.lagconsultants.com), uma empresa de lobby que atua no bilionário segmento de jogos a partir de escritórios em Miami e São Paulo. No mesmo dia em que anunciou sua ida para o governo, Waldomiro licenciou-se do cargo de presidente da Loterj. Voltou 30 dias depois, mas nos primeiros dias de janeiro já estava em Brasília, despachando em um gabinete do quarto andar do Palácio do Planalto, como assessor do já ministro da Casa Civil, José Dirceu. Waldomiro já aparecia na internet antes da divulgação da fita de vídeo em que aparece pedindo propina ao bicheiro Carlos Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Entre 2000 e 2001, o seu nome podia ser facilmente localizado em dezenas de sites de empresas de consultorias, fornecedores e administradores de bingos e cassinos. Empresa coreanaNum desses sites, Waldomiro se deixou fotografar sorridente ao lado de executivos da Picosoft Company, empresa coreana que participa da administração de jogos online em vários países. Um dos últimos atos dele à frente da Loterj, por sinal, foi a assinatura de uma carta de intenções que dava à Picosoft o direito de substituir a argentina Boldt no Consórcio Combralog (Companhia Brasileira de Loterias Governamentais). O consórcio venceu uma licitação da Loterj na gestão de Waldomiro para a implantação da loteria online. O contrato está agora sendo investigado pelo Ministério Público no Rio. O principal controlador da Combralog é a Capital Construtora e Limpeza, de Anápolis, chefiada por Sebastião Almeida Ramos, irmão de Cachoeira. Em 2001 a empresa venceu a licitação para implantar a loteria online gaúcha, na gestão do então governador Olívio Dutra (PT). O sócio dos irmãos Ramos foi a coreana Bet Company.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.