Wagner: cassação de Renan não afetaria elo com PMDB

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT), disse hoje que a relação do governo com o PMDB não será afetada por uma eventual cassação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). "A relação com o PMDB nunca esteve tão redonda", disse Wagner, após um almoço em Washington. O governador da Bahia está na capital americana para assinar um empréstimo de US$ 100 milhões do Banco Mundial para recuperação de estradas no Estado. Para Wagner, o resultado da votação de quarta-feira, que decidirá o destino de Renan, é "imponderável". "Trata-se de um julgamento político e uma votação secreta, o que conta é o convencimento político individual de cada senador e não a comprovação efetiva do delito."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.