"Vou para lugar incerto e não sabido", afirma Viegas

O embaixador José Viegas, que deixou o Ministério da Defesa, disse fez uma reunião, hoje pela manhã, para se despedir de seus principais assessores. O ex-ministro, porém, não revelou qual será seu destino. "Vou para lugar incerto e não sabido", afirmou. Viegas não deu entrevistas e se limitou a determinar à assessoria de imprensa que distribuísse aos jornalistas cópia da carta que entregou ao presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no dia 22 de outubro, cinco dias depois da divulgação pelo Exército de nota justificando a ação dos órgãos de repressão durante o regime militar. A transmissão do cargo de Viegas para o seu sucessor, o vice-presidente José Alencar, foi marcada para a segunda-feira, às 11 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.