Votação de contas de governos entra na pauta em agosto

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), anunciou ontem que vai incluir na pauta de votações da primeira semana de agosto as contas de governos que não foram apreciadas pelo Congresso. Segundo ele, cinco contas estão prontas para votação do plenário da Casa assim que os parlamentares voltarem do recesso.

O Estado de S.Paulo

15 de julho de 2015 | 02h01

Já podem ser votadas pela Câmara dos Deputados as contas de 1992 (parte referente ao governo Fernando Collor de Mello e outra da gestão Itamar Franco), de 2002 (última do governo Fernando Henrique Cardoso), de 2006 e 2008 (governo Luiz Inácio Lula da Silva). Cunha pretende seguir a ordem cronológica.

O último balanço do governo apreciado pelo Congresso foi em 2002, referente ao exercício de 2001 do governo FH.

Questionado sobre um encontro com o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, e o deputado Paulo Pereira da Silva (SD-SP), Cunha negou que a conversa tenha sido sobre o impeachment da presidente Dilma Rousseff. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o ministro teria confirmado o teor da conversa.

O peemedebista, por sua vez, disse que a reunião foi para discutir uma proposta do ministro para o novo Código de Processo Civil (CPC). / DAIENE CARDOSO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.