Votação da nova CPMF foi adiada para amanhã

Segundo líder do governo, motivo é uma medida provisória que trancou a pauta

Denise Madueño, da Agência Estado,

03 de junho de 2008 | 12h49

O líder do governo na Câmara, Henrique Fontana (PT-RS), afirmou no final da manhã, desta terça-feira, 3, que a votação da proposta que cria a Contribuição Social para a Saúde (CSS) foi adiada para amanhã. O líder minimizou a dificuldade dos aliados em votar a favor da Contribuição e disse que o motivo de mais esse adiamento da votação é o fato de haver uma medida provisória trancando a pauta da Câmara. Segundo Fontana, a oposição, a exemplo da semana passada, usará a MP para obstruir a votação e estender a sessão pela noite adentro. "A base está sólida", disse.   O líder informou que o texto que cria a CSS deverá estar pronto no início da tarde. A nova contribuição está incluída no projeto que será apresentado na sessão durante a votação da regulamenta a chamada Emenda 29, que destina recursos para a saúde.   A oposição e a frente parlamentar da saúde querem a aprovação do projeto do Senado que destina 10% das receitas brutas da União para a Saúde. A proposta que está sendo finalizada pelo deputado Pepe Vargas (PT-RS) muda a forma de cálculo, aprovada pelo Senado, dos recursos obrigatórios para a saúde, cria a CSS e mantém a correção dos recursos para a saúde como é atualmente(o total gasto no ano acrescido da variação do PIB devem compor o orçamento para o ano seguinte).

Tudo o que sabemos sobre:
CSSCPMF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.