Votação da CLT só espera quórum

O presidente da Câmara, Aécio Neves (PSDB-MG), afirmou que na sessão de hoje a tarde irá entrar direto na votação do projeto que altera a legislação trabalhista, tão logo haja quórum no plenário. Aécio afirmou que também hoje, após a votação do projeto que altera a legislação trabalhista, pretende colocar em votação a proposta de emenda constitucional que restringe a imunidade parlamentar. Aécio disse que programou tais votações baseado em informações dos líderes dos partidos, de que há deputados suficientes na Casa para assegurar o mínimo de 308 votos para a votação de uma emenda constitucional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.