Votação da CLT desfalca comitiva brasileira em Cuba

A votação do projeto de lei que muda a CLT, marcada para a próxima semana na Câmara, vai desfalcar a comitiva brasileira que desembarca, terça-feira, em Havana, Cuba, para participar do 10º Foro São Paulo, o encontro anual dos partidos de esquerda do continente. Parlamentares do PT, PC do B, PDT e PSB que já estavam com embarque programado desistiram da idéia.?Vou tentar embarcar na quarta-feira pela manhã, mas agora tudo depende mesmo da agenda de Brasília?, afirmou hoje o secretário de Assuntos Internacionais do PT, deputado Aloísio Mercadante. Além dos quatro partidos brasileiros, estão confirmadas comitivas de 70 partidos de esquerda da América Latina, entre eles o PRD, do México, a Frente Ampla, do Uruguai e a Frepasa, da Argentina.De acordo com Mercadante, a pauta deste ano ? alternativas de integração e desenvolvimento econômico ? deverá ser alterada por causa dos atentados de 11 de setembro nos Estados Unidos. ?A crise internacional entrou na ordem do dia?, disse Mercadante. Mesmo desfalcada, a comitiva petista seguirá com seus líderes. Já estão confirmadas as participações do presidente de honra do partido, Luiz Inácio Lula da Silva, do Secretário de Cultura da Prefeitura de São Paulo, Marco Aurélio Garcia, e do ex-governador de Brasília, Cristóvam Buarque. Lula deverá participar do Foro por um dia apenas e, de Havana, seguirá com Buarque para o Peru, onde vai se encontrar com o presidente Alejandro Toledo. ?Ainda não está confirmado, mas eles poderão ir ainda para a Venezuela, país que atravessa uma séria crise política, para se encontrar com o presidente Hugo Chavez?, informou hoje a assessoria de imprensa do partido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.