Vitória é campeã brasileira de homicídios

Dados de 1999 a 2001, divulgados pela Secretaria Nacional de Segurança Pública, do Ministério da Justiça, revelam que Vitória foi a capital brasileira que registrou maior número de homicídios por habitantes, no ano passado. Foram 63,2 mortes para cada 100 mil pessoas, ficando Porto Velho, em Rondônia, com a segunda colocação: 58,7 assassinatos para 100 mil habitantes. Em números absolutos, São Paulo continua sendo a cidade mais violenta do País. Em 2001, foram registrados 5.174 assassinatos, o que corresponde a 49,3 crimes para cada 100 mil pessoas. Segundo especialistas em segurança, os índices de criminalidade de São Paulo podem parecer assustadores, mas refletem o fato de ela ser a maior cidade da América do Sul em número de habitantes. Grandes capitaisMesmo assim, no ranking brasileiro, aparece em quarto lugar quando comparada com as outras 26 capitais e o Distrito Federal, ficando atrás, inclusive, de Recife, que tem 49,6 mortes para cada 100 mil habitantes. O Rio vem na quinta posição, com 35,6 assassinatos para cada 100 mil pessoas. Mesmo em números absolutos, o levantamento do Ministério da Justiça mostra que São Paulo teve uma diminuição, naqueles três anos, em alguns de seus índices de violência.Mas foram as pequenas capitais as campeãs proporcionais em violência. Vitória, por exemplo, é a primeira no ranking nacional. Para se ter uma idéia, em 99, 288 pessoas foram assassinadas, o equivalente a 106,4 mortes para cada 100 mil habitantes. Até agora, este é o maior índice já registrado nos últimos anos no País. Apesar disso, em 2001 os crimes caíram pela metade. Na segunda colocação vem Porto Velho, que registrou 535 mortes em três anos, variando seus índices entre 51,7 e 58,7 assassinatos para cada 100 mil pessoas. EstuproDe 1999 a 2001, São Paulo também registrou 3.507 estupros, em torno de 11 para cada 100 mil habitantes. Mas novamente Porto Velho vem à frente das demais capitais: de cada 100 mil pessoas, 40 foram vítimas. Roubo de carroA capital paulista, no entanto, é líder em roubo de carro. Apesar de ter havido uma diminuição entre 2000 e 2001, os índices continuam altos. No ano passado, por exemplo, foram roubados 52.283 carros, ou seja, 498 de cada 100 mil veículos que circulam na cidade. O Rio vem em segundo lugar, com 326,3 carros roubados para cada 100 mil pessoas em 2001, quando foram registrados 19.241 casos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.