''Vítimas são os índios'', diz Lula

Diante das hostilidades entre entre índios e fazendeiros em Roraima, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem, na Holanda, que "alguns arrozeiros querem ser vítimas". "As vítimas ali são os índios que moram no espaço que nós já demarcamos." Lula avisou que "não quer usar violência" contra arrozeiros para retirá-los da reserva. "Não queremos que ninguém seja vítima de uma ação do governo", declarou. "Se pudermos gastar um mês a mais ou dois e fazer as coisas na tranqüilidade, nós faremos."Ele reagiu às preocupações de que a demarcação em área de fronteira pode levar à criação de uma nação indígena. "Não tem nação indígena. No território nacional nós iremos demarcar as terras indígenas, mas a soberania do território é do Estado brasileiro."Lula disse ainda não admitir palpites de outros países sobre a Amazônia. "Quando vierem discutir comigo sobre a questão da Amazônia, por favor, falem com cuidado, porque a Amazônia é da nossa responsabilidade e nós saberemos cuidar dela."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.