Fabio Motta/AE
Fabio Motta/AE

Visita de Obama motiva protestos no Rio

Além de manifestações de viés político e econômico, parentes de vítimas do voo da Gol aproveitaram presença de presidente americano para cobrar por justiça

Do Estadão.com.br

20 de março de 2011 | 17h38

A visita do presidente Barack Obama ao Rio de Janeiro nesse fim de semana motivou a realização de protestos pela cidade. Nesse domingo, 20, a pauta das manifestações eram desde militantes de partidos políticos contrários à visita até o acidente do voo 1907 da Gol, em 2006.

De manhã, cerca de 200 pessoas se reuniram no Largo da Glória, na zona sul do Rio. Elas cantaram palavras de ordem em defesa do pré-sal e pela libertação de 13 pessoas, entre eles um adolescente e uma mulher de 67, presas na sexta-feira, 18, em um ato em frente ao consulado americano. A Polícia Militar recolheu um carro de som que seria usado no ato.

Veja também:

linkProtesto reúne 200 no Largo da Glória

linkGrupo preso na sexta-feira será indiciado

mais imagensVeja as fotos da visita de Obama

Também de manhã, em frente ao hotel Marriot, onde Obama está hospedado, familiares das vítimas do acidente do voo 1907 cobravam a condenação dos pilotos americanos do jato Legacy.

Mais tarde, militantes de partidos políticos se aglomeraram em frente ao Theatro Municipal, onde Obama discursou, momentos antes da chegada do presidente. Com cartazes e bandeiras, os manifestantes também pediam a defesa do pré-sal e pediam paz, com referências aos ataques à Líbia, registrados nesse sábado, 19.

Na sexta-feira, 18, treze pessoas foram presas durante ato em frente ao Consulado dos Estados Unidos. Durante o protesto, houve confusão, e policiais chegaram a usar bombas de efeito moral e balas de borracha contra os manifestantes. Nesse domingo, parlamentares fizeram nota de repúdio contra a prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.