Virgílio: Roberto Teixeira é uma espécie de 'rei Midas'

O líder do PSDB, senador Arthur Virgílio (AM), informou à Comissão de Infra-Estrutura do Senado que vai apresentar requerimento de informação para saber quantas vezes o advogado Roberto Teixeira, amigo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi aos ministérios do Trabalho e da Defesa durante a discussão de venda da Varig. "Roberto Teixeira é uma espécie de rei Midas, aquele que toca e vira ouro", ironizou o senador, se referindo ao lucro com a revenda para a Gol, que pagou R$ 320 milhões pela empresa oito meses depois de ter sido arrematada por R$ 24 milhões. Segundo as denúncias, a influência de Teixeira no Planalto teria sido decisiva para o êxito da operação de venda da Varig. Hoje, a comissão do Senado houve há mais de cinco horas a ex-diretora da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) Denise Abreu sobre a operação de compra e venda da Varig. Apesar de ter reafirmado as pressões da Casa Civil à Anac para agilizar o processo de venda da empresa aérea, Denise Abreu não esclareceu os motivos que levaram a Gol a pagar R$ 320 milhões no negócio. Ela se limitou a dizer que a Anac não participou dessa negociação, que teria sido comandada pelo Planalto.A líder do PT, senadora Ideli Salvatti (SC), pediu que ela apresentasse provas de que teria recebido pressão da ministra Dilma Rousseff. O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) procurou minimizar os esclarecimentos de Denise Abreu sobre a sucessão da dívida, calculada em R$ 7 bilhões. Para o senador, não houve nenhuma decisão contrária nem recurso em instância superior, mesmo porque o juiz teria recorrido à lei de falências que permite esse procedimento. No entanto, a ex-diretora alegou que a empresa deveria ter a concessão pública cassada, uma vez que tinha dívidas com a União, citando a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) e a BR Distribuidora. "É dívida com a União, é dinheiro do povo", disse. "Essa é a visão dela", rebateu Mercadante, em conversa com os jornalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.