Virgílio recorrerá nesta segunda contra arquivamento de ações

Denúncias contra José Sarney foram arquivadas na semana passada por Paulo Duque

Carol Pires, AE

10 de agosto de 2009 | 15h32

O senador Arthur Virgílio (AM), líder do PSDB, recorrerá nesta segunda-feira contra o arquivamento de três ações contra o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no Conselho de Ética. As denúncias, engavetadas na semana passada, pediam ao Conselho a apuração de três acusações: a de que Sarney teria responsabilidade na edição dos atos secretos; de que teria mentido sobre sua participação na administração da Fundação José Sarney; e por ter usado o cargo de presidente do Senado para conseguir patrocínio cultural junto a Petrobras, para a Fundação José Sarney. O recurso será registrado na Mesa Diretora por um assessor técnico da liderança do PSDB.

 

Na semana passada, o presidente do Conselho de Ética, Paulo Duque, mandou as 11 ações contra o peemedebista para o arquivo. Nesta segunda-feira também termina o prazo para apresentação de recurso contra o arquivamento de duas representações apresentadas pelo PSOL - uma contra José Sarney e outra contra o senador Renan Calheiros (PMDB-AL). O senador José Nery (PSOL-PA), e a presidente da legenda, Heloísa Helena (AL), estão reunidos neste momento, em Brasília, para decidir os próximos passos do partido.

 

O prazo para apresentação de recurso contra o arquivamento das demais ações contra José Sarney termina nesta quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
VirgílioSarneyConselho Ética

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.