Virgílio quer saber que 'ameaças' Lula fez a Garibaldi

O líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), pediu hoje ao presidente do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), que informe quais foram as "ameaças" e "recados" que ele disse ter recebido do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Virgílio quer ainda que ele diga quem foram os portadores dessas ameaças e recados. Da tribuna, o líder explicou que decidiu pedir esclarecimento da declaração feita por Garibaldi na sessão do Congresso de ontem, quando foi votado o Orçamento da União. Na ocasião, ele disse que "pretendo continuar a ser um presidente independente. Não vou submeter-me nem à exorbitância com que a oposição se comportou ontem, nem às ameaças e aos recados do presidente da República"."Ele (Garibaldi) é um homem público, não tem segredo, tem de dizer que ameaças foram essas, quero saber já quais foram as ameaças, que recados são esses e quem foi o portador ou os portadores". A assessoria do presidente do Senado informou que ele não foi encontrado para se manifestar sobre o pedido do líder. O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) fez um apelo para que a oposição reaja ao propósito do presidente Lula de "continuar desmoralizando o Judiciário, de não dar a mínima atenção do Tribunal de Contas da União e de passar a mão na cabeça de corruptos, como fez e faz constantemente". "Quero saber onde é que a gente vai parar com isso. Um presidente com uma formação autoritária, que exorbita a toda hora e a todo instante, que quer porque quer fazer com que a opinião pública entenda que quem trabalha é ele e que este Congresso não trabalha", afirmou. Jarbas lembrou que, por ser dissidente em seu partido, não pode opinar dentro dele, porque não deixam. "Mas quero dar pitaco dentro da oposição, onde eu me sinto à vontade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.