Virgílio nega possibilidade de Serra substituir Alckmin

O líder do PSDB no Senado, senador Arthur Virgílio (PSDB), negou enfaticamente a possibilidade de o ex-prefeito paulistano José Serra substituir o ex-governador Geraldo Alckmin como pré-candidato tucano à Presidência da República. Ele fez a afirmação ao sair do Palácio do Planalto após audiência com o presidente da República em exercício, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).A uma pergunta sobre esse assunto, Virgílio respondeu: "Alckmin é o nosso candidato e vamos com ele para qualquer resultado. Ele é um candidato qualificado e tudo o mais é boataria." PMDBVirgílio contou que, na conversa com Renan, insistiu na proposta de ampliação da parceria com o PMDB e que o presidente do Senado disse acreditar que o PMDB não lançará candidato próprio. Virgílio antecipou que, uma vez confirmada essa hipótese, o PSDB trabalhará para ter um palanque conjunto com o PMDB em 80% dos Estados. O líder tucano, ao comentar o fato de o ministro Tarso Genro (Relações Institucionais) ter oferecido ao PMDB a candidatura a vice-presidente numa chapa encabeçada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse que a oferta não surpreende e sim o fato de Lula insistir em que não é candidato "para viajar às custas dos cofres públicos em campanha".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.