Virgílio 'convida' Lula a 'ensinar' PSDB a fazer política

O líder do PSDB no Senado, Arthur Virgílio (AM), reagiu com ironia à afirmação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva de que não entende os senadores do PSDB, por achá-los contraditórios. "Faço um convite público ao presidente Lula, para que se filie ao PSDB e venha nos ensinar a fazer política. Talvez assim deixemos de ser contraditórios", disse Arthur Virgílio. "O PSDB é democrático e o aceita. Mas (ele) terá de agir também democraticamente, sem querer se transformar num aiatolá". Aiatolás são mestres das leis islâmicas entre os xiitas e, no caso do Irã, comandam a política daquele país.Para Lula, é estranho que os senadores não queiram aprovar a prorrogação da CPMF, apesar dos apelos a favor do imposto feitos pelos governadores Aécio Neves (MG), José Serra (SP), Yeda Crusius (RS) e Cássio Cunha Lima (PB). "Se os governadores do PSDB querem a CPMF, por que os senadores vão votar contra?", perguntou Lula, durante entrevista.Virgílio lembrou que o PSDB dialogou com o governo a respeito da CPMF, mas não chegou a um acordo. Então, unido, o partido decidiu votar contra. O futuro presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE), aconselhou Lula a tomar conta da base governista. "Acho que o presidente Lula deveria se preocupar mais com sua conturbada base e deixar o PSDB em paz", disse. Guerra foi um dos senadores que participaram de todas reuniões e almoços com os ministros da Fazenda, Guido Mantega, e das Relações Institucionais, Walfrido dos Mares Guia, durante as negociações em torno da CPMF.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.