Violência e negligência mataram 37 idosos por dia no ano 2000

A violência econômica, com abuso psicológico, principalmente por parte de familiares, e a negligência, são os dois fatores mais significativos da violência sofrida por idosos no Brasil. Hoje são 15 milhões brasileiros com idade acima de 60 anos. As informações são da pesquisadora titular da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Maria Cecília Minayo.Em 2000, morreram 13.436 idosos por acidentes e violências, o que representa cerca de 37 mortes por dia. Ainda revela Maria Cecília Minayo, Porto Velho (RO), Boa Vista (RR), Cuiabá (MT), Campo Grande (MS), Palmas (TO), Macapá (AP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Natal (RN) e Salvador (BA), são as dez capitais com as taxas mais altas de mortes violentas de idosos, no mesmo ano.Para Neidil Espinola, coordenadora da área técnica da saúde do idoso, do ministério da saúde, campanhas de sensibilização da sociedade podem ajudar a reduzir a violência. "A prevenção à violência deve ser feita", afirma à Agência Brasil. A coordenadora do Ministério da Saúde e a pesquisadora da Fiocruz concordam em um ponto: qualquer política do idoso deve ter atenção especial voltada para a família. "A família produz muita violência", diz Maria Cecília Minayo.Dos 15 milhões de idosos hoje no Brasil, apenas 500 mil estão em instituições de longa permanência. Ou seja, 14 milhões equinhentos mil idosos vivem em residências com suas famílias. A pesquisadora da Fiocruz diz que com o avanço da idade, apessoa passa a ter novas necessidades, novos cuidados e a família é importante nesse processo.No Brasil, 26% das famílias têm hoje pelo menos um idoso morando em casa. Mas apenas 25% das pessoas com mais de 60anos ganham três salários mínimos ou mais, ou seja 75% deles são pobres. Existe ainda uma parcela na faixa de miséria, deacordo com a pe squisadora da Fiocruz, Maria Cecília Minayo.Albertina Batista dos Santos, de 75 anos, concorda que a família deve ser mais bem instruída sobre os cuidados com os idosos. "O problema é que a família não quer cuidar do idoso", afima. Dona Albertina cita ainda o exemplo de uma cunhada que ficou inválida por negligência da família. Para a pesquisadora da Fiocruz, é essa a violência mais encontrada entre os idosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.