Vilela promete governar para os pobres ao tomar posse em AL

O governador de Alagoas Teotônio Vilela Filho (PSDB) foi empossado nesta segunda-feira no cargo, junto com o vice-governador José Wanderley Neto (PMDB). Pela manhã, Vilela assistiu a uma missa de ação de graça, na Catedral Metropolitana, acompanhado do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. À tarde, foi realizada a solenidade de posse, na Assembléia Legislativa do Estado, onde o governador prometeu combater a pistolagem, "o crime de mando". Depois da cerimônia de posse, Vilela recebeu o cargo do ex-governador Luis Abílio (PDT), que fez um balanço do governo e desejou boa sorte ao novo governador.A solenidade de transmissão de cargo foi realizada no Palácio Floriano Peixoto, no Centro de Maceió. Em seu discurso. Vilela disse que ia governador para todos, mas principalmente para os pobres. Ele lembrou o pai, o ex-senador Teotônio Vilela, dizendo que vai governador pautado pelo exemplo deixado pelo "Menestrel das Alagoas". Vilela disse ainda que vai governador inspirado na luta por liberdade do líder Zumbi dos Palmares e do escritor alagoano Graciliano Ramos, ex-prefeito de Palmeira dos Índios (AL). Depois da transmissão do cargo, Vilela deu posse aos 17 secretários estaduais, entre eles a irmã, a advogada Fernanda Vilela. Nesta terça-feira, Vilela e equipe viajam para cidade de Santana do Ipanema, no Sertão alagoano, a cerca de 204 quilômetros de Maceió. O novo governador vai visitar povoados dos municípios de Santana e Ouro Branco atingidos pela seca, acompanhado também de representantes da Comissão Estadual de Defesa Civil e prefeitos da região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.