Vieira se demite da ANA, alegando motivos pessoais

O diretor afastado de Hidrologia da Agência Nacional de Águas (ANA), Paulo Vieira, pediu exoneração do cargo, em carta encaminhada nesta quinta-feira (6), ao Palácio do Planalto. O decreto foi publicado nesta sexta-feira, no Diário Oficial da União. Vieira é apontado pela Polícia Federal como um dos responsáveis pelo esquema de elaboração de pareceres falsos para favorecer empresas.

TÂNIA MONTEIRO, Agência Estado

07 de dezembro de 2012 | 05h52

O Palácio do Planalto espera para esta sexta-feira a apresentação de uma carta com o pedido de demissão do irmão de Paulo, Rubens Vieira, diretor da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), que também integra o esquema, segundo a PF.

Paulo Vieira alega "motivos pessoais" no pedido de demissão do cargo. Ele foi indicado para a função por interferência política de Rosemary Noronha, ex-chefe do gabinete da presidência da República em São Paulo.

O pedido de demissão não encerra ou paralisa a investigação que está sendo realizada pela comissão de sindicância das duas agências. Caso seja constatado que os irmãos cometeram irregularidades, o pedido de demissão será transformado em "perda de mandato".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.