Vídeo mostra vice de Janot em protesto contra impeachment de Dilma

Ela Wiecko, vice do procurador-geral da República, aparece de óculos em um ato em Portugal segurando uma faixa com os dizeres 'Fora Temer'

Isadora Peron, O Estado de S. Paulo

30 de agosto de 2016 | 12h43

BRASÍLIA - Um vídeo que circula na internet mostra que a vice de Rodrigo Janot na Procuradoria-Geral da República, Ela Wiecko, participou de um protesto contra o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff.

A manifestação ocorreu em junho deste ano, em Portugal. Na gravação, Ela Wiecko aparece de óculos escuros segurando uma faixa onde se lê “Fora Temer”, o famoso bordão contra o presidente em exercício Michel Temer.

Ao Estado, a vice-procuradora-geral confirmou que participou da manifestação, mas disse que não iria comentar o assunto. “Foi em junho, quando eu estava de férias”, limitou-se a dizer.

Ela foi indicada por Janot para assumir a vice-procuradoria-geral em 2013 e é responsável por conduzir as investigações da “Operação Acrônimo”, que tem entre os alvos o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT.

No vídeo, o professor da Universidade de Coimbra Boaventura de Sousa Santos diz que a comunidade internacional não vai aceitar o impeachment. “Somos contra o golpe, a favor da democracia no Brasil, e tudo faremos internacionalmente para mostrar que esse golpe é realmente um golpe que visou com que os golpistas tentassem parar a luta contra a corrupção que estava a ser iniciada no Brasil”, diz.

No início do mês, o marido de Ela, Manoel Volkmer de Castilho, foi exonerado do gabinete do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), após assinar um manifesto em defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Teori é o relator da Operação Lava Jato, da qual o petista é alvo. 

Tudo o que sabemos sobre:
ImpeachmentRodrigo Janot

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.