Vídeo de Costa é 'liberdade de expressão', diz humorista

O humorista Tom Cavalcante alegou hoje que o vídeo que circula na internet e no qual satiriza o candidato peemedebista ao governo de Minas Gerais, Hélio Costa, faz parte da "liberdade de expressão legitimada pelo Supremo". Cavalcante admitiu que tem "forte ligação e crença" na política praticada pelo ex-governador Aécio Neves (PSDB), de quem é amigo.

EDUARDO KATTAH, Agência Estado

01 de outubro de 2010 | 20h37

A coordenação da candidatura de Costa atribuiu à campanha do tucano Antonio Anastasia a responsabilidade pelo vídeo. A campanha do governador e candidato à reeleição negou qualquer vinculação com a sátira, na qual o humorista aparece caracterizado como o candidato do PMDB e ironiza a estratégia da chapa que tem como vice o ex-ministro Patrus Ananias (PT). No vídeo, o humorista se apresenta como "Discosta" e se refere a Patrus como "Patrás".

"Se fazer humor no Brasil é uma ameaça às candidaturas, tenho um sentimento que existe algo de errado no ar. Humor não modifica voto verdadeiro. O candidato o terá sempre de quem acredita no seu projeto. Humor faz rir. Devagarinho vamos avançando e saindo do primarismo", disse.

"Tenho uma forte ligação e crença pela política praticada por Aécio, além de sermos amigos", também declarou Cavalcante, em manifestação distribuída por sua assessoria. "Faço humor político há muitos anos imitando nossos políticos FHC (Fernando Henrique Cardoso), Lula, (José) Sarney, (Fernando) Collor, Itamar (Franco), Aécio e agora Hélio."

Ao participar de uma carreata em Contagem, Aécio defendeu o vídeo do humorista, que classificou como uma "manifestação artística, engraçada". "Quando a coisa é feita respeitosamente e com assinatura, é parte da democracia. O que deve ser condenado veementemente é a utilização de documentos apócrifos, da internet para calúnias e mentiras, sem que se tenha coragem de assumi-las. Fizemos a campanha limpa, a campanha correta", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.