Vicente Brizola responde à acusação de "traição"

osé Vicente Brizola, filho do presidente nacional do PDT, Leonel Brizola, respondeu nesta quarta-feira às críticas de pedetistas que o acusaram de "traição" ao partido, ao tomar posse como diretor da Loteria do Estado (Lotergs), departamento da Secretaria Estadual da Fazenda."Não posso ser acusado de traidor do trabalhismo, pois tenho o direito de divergir de meu pai", declarou. José Vicente disse que pretende fazer carreira no PT - depois de filiar-se no dia 18 de março -, criando uma corrente do "trabalhismo autêntico".O deputado estadual João Luiz Vargas (PDT) disse nesta quarta-feira que sua nomeação ao cargo é uma provocação "à história e à figura de Leonel Brizola", e um desrespeito ao PDT.Estiveram presentes no ato o secretário da Fazenda, Arno Augustim, e o vice-presidente do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), Sereno Chaise, ex-presidente estadual do PDT, outro desafeto de Brizola que também vai se filiar ao PT em março.A Lotergs foi criada por decreto em janeiro deste ano para administrar o serviço público de loterias do Estado, e vai incluir em suas atribuições o credenciamento e a fiscalização dos bingos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.