Vice-presidente do TSE pede afastamento

O ministro Joaquim Barbosa, vice-presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ficará em licença médica até o dia 10 de novembro. O pedido de afastamento foi aprovado pelo presidente do órgão, ministro Carlos Ayres Britto, que afirmou reconhecer que os problemas de coluna de Barbosa o impedem de acumular funções no TSE e no Supremo Tribunal Federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.