Vice-prefeito de Getulina passa em pedágio sem pagar

Questionado pelos policiais, Fábio Augusto, do PMDB, disse que fez isso de propósito para não pagar o pedágio

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

13 de janeiro de 2009 | 14h03

O vice-prefeito do município paulista de Getulina, Fábio Augusto Alvares (PMDB), passou em alta velocidade pelo pedágio na BR-153, na altura do km 183 da Rodovia Transbrasiliana, na região de Lins, no interior de São Paulo, sem fazer o pagamento. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal, o político, que estava dirigindo um Gol prata, não parou na praça de pedágio, colidindo com a cancela, danificando-a, e fugindo em seguida, por volta das 8 horas da manhã de domingo.Policiais rodoviários começaram uma perseguição e encontraram o veículo batido em um poste na cidade de Getulina. Questionado pelos policiais, o vice-prefeito da cidade disse que fez isso de propósito para não pagar o pedágio. O político foi submetido ao teste do bafômetro e foi constatado que ele não estava bêbado. A ocorrência foi encaminhada à delegacia de polícia da cidade.Procurado pela reportagem do portal estadao.com.br, o vice-prefeito disse: "Vai pagar cachê? Não posso dar entrevista."

Tudo o que sabemos sobre:
pedágiovice-prefeito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.