Vice-governador do RN luta contra câncer pulmonar

O vice-governador do Rio Grande do Norte, Iberê Ferreira de Sousa (PSB), retirou um nódulo maligno do pulmão. O resultado da biópsia foi divulgado hoje pela direção do Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, onde o político está internado desde a última quinta-feira, quando se submeteu à cirurgia.

ANNA RUTH DANTAS DE SALES, Agencia Estado

22 de março de 2010 | 16h48

Segundo o boletim médico assinado pelos especialistas Riad Younes e Antonio Carlos Onofre, o nódulo extraído do pulmão do vice-governador media 1,9 centímetros."O paciente recupera-se bem e seguirá com tratamento complementar de radioterapia e quimioterapia", informa o comunicado.

Iberê Ferreira assumirá o governo estadual no dia 31 de março, quando a titular Wilma de Faria (PSB) deixará o cargo para se candidatar ao Senado. O vice-governador afirmou que o tratamento contra o câncer não o impedirá de tomar posse no Executivo.

"Não cria dificuldade (o tratamento). Volto na segunda-feira (para Natal). Deverei assumir o governo. Estou com muita fé e até com saudade. Mas tenho certeza que uma coisa que me dá força, além da minha fé em Deus, são os telefonemas, gestos de solidariedade, mensagens de pessoas anônimas, amigas de todo Rio Grande do Norte", destacou o vice-governador.

A previsão dos médicos é que Iberê Ferreira receba alta hospitalar na quinta-feira. No entanto, ele só será liberado para a viagem na segunda-feira.

Iberê Ferreira tem 66 anos, já foi deputado federal por seis mandados. Ele começou a carreira política como deputado estadual, cargo que exerceu de 1971 a 1979. O pessebista pretende ser candidato à reeleição no Estado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.