Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Vice de Lula diz que taxa de juro aumenta desemprego e subemprego

O vice-presidente da República, José Alencar, responsabilizou hoje as elevadas taxas de juros praticadas no País pelo aumento do desemprego e do subemprego. "Uma de nossas maiores preocupações é a informalidade. Há perda salarial provocada pelo desemprego, pois a economia deixou de crescer e entre as razões disso estão os altos custos financeiros", advertiu, ao citar que 57% dos trabalhadores brasileiros estão na informalidade. As críticas às elevadas taxas de juros feitas pelo vice-presidente da República, durante evento realizado na tarde de hoje durante a posse do novo conselho da Câmara Americana de Comércio de São Paulo (Amcham-SP), não se restringiram apenas à taxa fixada pelo governo. José Alencar criticou também as taxas vigentes no mercado para financiar trabalhadores e o setor produtivo. Ele as classificou de despropositadas.?Vice não manda nada?Após as críticas contra os juros, que ele disse fazer há mais de 20 anos, Alencar conclamou os empresários ligados à Amcham a retomarem os investimentos no País. "O único fator desfavorável para o investimento no Brasil é o custo do capital, mas espero que vocês aqui da Amcham descubram condições de investimentos", pregou, sugerindo aos empresários que obtenham financiamento externo ou recorram ao BNDES. Segundo ele, essa seria uma forma de os empresários darem demonstração de que acreditam nas potencialidades do País.Em seu discurso, o vice-presidente usou o mesmo argumento defendido pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no início desta semana, no lançamento do novo avião da Embraer, em São José dos Campos. "Sem desenvolvimento econômico não atingiremos os objetivos sociais." Ao defender a retomar dos investimentos pelos empresários ligados à Amcham, Alencar fez o seguinte comentário: "Quero lembrar a vocês que vice não manda nada, mas meu gabinete estará à disposição de todos aqueles que desejam investir no País."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.